Não é surpresa e nem novidade que vivemos cercados por fake News, em diversas áreas. Mas hoje, vamos falar sobre o impacto que a desinformação e a informação falsa e como ela pode afetar nossa saúde diretamente. O coronavírus faz parte de um grupo de vírus já conhecido, porém este causa a doença COVID19 que é nova e ainda pouco se sabe sobre ela, em meio a um amontoado de notícias que vemos todos os dias os que também chegam até as pessoas são as fake News, onde pessoas que não tem nenhum senso médico e nem artigo para se basear, espalham coisas como: remédios que podem curar o coronavírus, mesmo sem nada comprovando, e que máscaras não ajudam em nada na segurança das pessoas. Um estudo publicado no American Journal of Tropical Medicine and Hygiene afirma que quase 5,8 mil pessoas deram entrada em hospitais por causa de informações falsas recebidas em redes sociais. Muitas pessoas morreram após ingerirem metanol ou produtos de limpeza a base de álcool, onde acreditavam que esses produtos era a cura para o vírus. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já disse que a “infodemia” se espalha tão rápido quanto o vírus, com teorias conspiratória e boatos que contribuem para mortes e lesões. Um artigo conclui que é responsabilidade das agências internacionais, governos e plataformas de redes sociais combater a “infodemia”.

Com esse tanto de informação falsa, até a vacina que ainda não foi encontrada, pois está em fases de teste, sofre com conspirações de cidadãos que se denominam anti-vacinas, e tentam convencer as pessoas a não se proteger com a imunização, caso seja aprovada. Isso tudo traz um risco enorme para a população, pois muita gente ainda acredita nessas teorias e a seguem, e repassando cada vez mais desinformação, causando atraso no avanço de controle do vírus.

As fake news contribuem negativamente com a sociedade, causando pânico, atitudes insensatas dentre outras coisas. É importante compreender que num cenário crítico como o que vivenciamos nos últimos tempos devido ao COVID-19, a apuração de fatos verídicos se faz mais importante do que nunca, afinal uma notícia falsa pode acarretar danos em muitos casos irreparáveis como mencionado anteriormente, coloca a vida de muitos em risco e desestabiliza os sistemas governamentais, o sistema de saúde e até mesmo a mídia que procura transmitir uma informação veraz.

Infelizmente apesar do momento angustiante vivido pela humanidade, diversas pessoas procuram lucrar fazendo uso de fake news, levando informações falsas sobre curas infundadas, publicidade de remédios que prometem aumentar a imunidade, e assim por diante, se torna mais do que nunca necessário uma conscientização da humanidade de um modo geral, reforçando a importância de ter uma conduta ética ao fazer uso de qualquer meio de comunicação.

Assim é possível afirmar que a disseminação de notícias falsas contribui para o descrédito da ciência e das instituições globais de saúde, bem como enfraquece a adesão da população aos cuidados necessários de prevenção, ao lidar com a epidemia. Sendo assim como acabar com as fake news? Essa pergunta instiga a mídia e a sociedade atualmente. Trata-se de uma empreitada difícil e complexa. O que se pode recomendar é que o cidadão confira quais são os conteúdo propagado vindo de supostas fontes oficiais. Paralelamente, e se necessário que as instituições aumentem o nível de informações confiáveis acessíveis para a toda a população.

No nosso novo episódio do Foca Cast falamos sobre como as fake news nos atrapalham na evolução de combate ao COVID 19, devemos ter todo cuidado com notícias que recebemos nas redes.

Muitas informações são na verdade desinformações, devemos sempre checar as fontes e sua veracidade. Também conversamos com a Dra. Débora Santos, psicopedagoga, que traz uma reflexão sobre nosso acesso fácil a informação, porém devemos ter cuidado com o excesso, tanto para nossa saúde, como para não distribuir fake news. Aproveitem o Foca Cast e se cuidem!

Conversamos com a Dra. Débora Santos, psicopedagoga, que nos faz pensar nos pontos bons e ruins da tecnologia e das informações que chegam até nós a todo momento. Precisamos ter cuidado com tudo que é em excesso, para cuidarmos de nossa saúde e não espalhar desinformações fazendo assim com que a saúde do próximo também fique descuidada. Nossa responsabilidade é procurar boas fontes, de confiança, assim ajudamos na batalha contra a COVID 19.

Por: Gabriel Pereira de Souza, Thaís Lima de Carvalho, Kátia Mayara da Silva Mendes, Aline Raspante de Souza, Priscilla Rodrigues Dantas de Brito, Rodrigo Pires Fontana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: