CIBERDEMOCRACIA EM ERA DE FAKE NEWS

O exercício da ciberdemocracia promoveu a reconfiguração social, política e cultural no mundo. Ela permite a qualquer pessoa, consumir, produzir e distribuir informação em tempo real e para qualquer parte do planeta. Com a ciberdemocracia é possível pensar de forma colaborativa, plural e aberta, para assim, manter uma conexão e facilitar a conversação social e a opinião pública, seja ela local ou global.


Essa estrutura é importante para formar uma sociedade mais inteligente e politicamente consciente. A interação entre sistema político e cidadãos dá sentido de comunidade e de pertencimento ao público, e para isso funcionar de forma democrática é preciso que a preservação de direitos e liberdades não seja negligenciada.

A facilidade de acesso à informação proporcionada pela ciberdemocracia através das plataformas digitais, promoveu o aumento no número de casos de “fake news” (notícias falsas). E com isso, o processo de disseminação de desinformações ganhou proporção, e atinge diariamente, milhares de pessoas de forma instantânea, por meio do ambiente online e redes sociais.

A propagação das notícias falsas não é apenas um formato de distração para os divulgadores, o objetivo é muito mais agressivo e pode causar prejuízos irreparáveis para a sociedade. As informações são manipuladas e visam a polarização do meio político além de retorno financeiro, é uma estratégia política de difamação e manipulação das informações sobre adversários políticos na disputa pelo poder.

As grandes empresas de tecnologia responsáveis pelas plataformas digitais também manipulam e divulgam informações, e por meio de algoritmos elas controlam a atenção dos usuários. As informações são intencionalmente organizadas para causar dependência, e oferecer exatamente o que o consumidor procura.

As inteligências artificiais são programadas e atualizadas a cada dia, e o objetivo é fazer com que os consumidores passem o maior tempo possível conectados na rede, isso aumenta o crescimento e faturamento das empresas tecnológicas. A facilidade de acesso e de manipulação das informações pode causar uma resposta positiva ou negativa na população, além de atrapalhar o processo de efetivação da ciberdemocracia.

Com o advento da internet conquistamos também o que chamamos de ciberdemocracia; a democracia eletrônica, virtual ou digital. E consequentemente as fake News, com tradução literal de “notícias falsas”, que tem se tornado recorrentes no meio social.

Atualmente a internet e as redes sociais se tornaram espaços de debates políticos, não só entre os candidatos, mas também entre os eleitores, essas redes passaram a ser palco de propagação da desinformação.

Essas notícias falsas têm como ponto central a ausência de veracidade nas informações, e tem uma grande facilidade de compartilhamento de notícias. Muitas vezes, o leitor tem a tendência de querer apenas confirmar aquilo que já acreditava, ou seja, acredita que seja verdade o conteúdo que está de acordo com o que ele pensa.

Por: Eduardo Costa, Fernando Alves, Jhose Silva, Letícia Angela e
Marcos Rodrigues

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: