Expansão da internet impacta a vida dos brasileiros

Acessibilidade, política e saúde estão entre as principais consequências da conectividade

WhatsApp Image 2019-11-12 at 17.13.54
Celular conectado (Foto: Ester Cavalcante)

Por: Anderson Rodrigues, Ester Cavalcante, Letícia Christie e Matheus Borges.

A internet surgiu na década de 60 com o intuito de auxiliar na guerra fria, influenciando grandemente na comunicação nacional. Já no Brasil a internet só chegou na década de 90 e, foi disponibilizada apenas para a realização de pesquisas em Universidades. Em 1994, começou a ser comercializada pela empresa de Telecomunicação Embratel e um ano depois com a ajuda da Secretaria de Ciências e Tecnologia, foi distribuída ao Brasil inteiro.

O Brasil é um dos maiores consumidores de internet, com em torno de 120 milhões de pessoas conectadas, perdendo apenas para EUA (242 milhões), Índia (333 milhões) e a China (705 milhões). O alto índice de conexões afetou em como vivemos hoje em sociedade, trazendo muitos benefícios e malefícios sobre a internet.

Quais os impactos da Internet na vida do usuário?

depressão e ansiedadeCom mais tempo destinado a ficar conectado, o brasileiro começou a demonstrar outras formas de culturas, por exemplo: Hoje não precisamos realizar uma reunião presencial, que muitas vezes tomaria bastante tempo e que poderia não chegar a acordo algum. Fazemos tudo isso através de um simples smartphone. Ela atende a diversos usuários, desde os que buscam notícias, fofocas, comércio, jogos, livros e as redes sociais. Infelizmente a internet não é só benéfica as nossas vidas. Criminosos por exemplo, ganham dinheiro roubando os mais distraídos, seja através de roubos de senha, pornografia, chantagens e até pela violência psicológica, como o cyberbullying. Outro ponto são as redes sociais, que vai nos tornando cada vez mais solitários e dependentes. Com isso surgiram novas doenças causadas pelo mal-uso da internet, como: Nomofobia, perda auditiva, problemas de coluna e as mais famosas, a ansiedade e a depressão.

A internet modernizou as formas de ensino, aproximou as pessoas e as regiões, mas também abriu as portas para os criminosos praticarem crimes virtuais.

Segundo Luiz Guimarães, especialista em tecnologia, a internet facilitou a vida de muitos, principalmente na área financeira, além de criar pequenas celebridades virtuais. “Hoje em dia você pode trabalhar pela internet, conseguir sua própria grana publicando material totalmente online e se consolidando no mercado de trabalho sem ao menos sair de casa. Além do conhecimento, ela já trouxe para muitos: fama, amigos, dinheiro, etc”. Porém, existe um lado que ruim da internet, como haters que buscam somente denegrir a imagem de alguém “nos deparamos recentemente com inúmeros comentários maldosos, pessoas más e crimes virtuais que andam acontecendo constantemente com os usuários da internet. O Twitter, por exemplo, é palco de vários comentários maldosos e doentios que podem tanto influenciar outras pessoas à serem más (tóxicas)” complementou Luiz.

como prevenir

População que não tem acesso à internet

Acesso à internet no ano de 2019 teve um crescimento absurdo que disparou a porcentagem de todos os anos, mesmo com toda essa precursão o índice de pessoas que não tem o acesso vem de 20 anos, aponta o estudo feito pela Rede Mundial de Computadores,uma informação é apresentada e discutida no relatório “Estado da Banda Larga 2019“, da Comissão de Banda Larga, grupo que reúne representantes de empresas e das Nações Unidas. (Informações divulgadas pela Agencia Brasil).

O Brasil é o pais em décimo lugar no mundo que afirma ter pessoas desconectadas, segundo a pesquisa 70,5 milhões de pessoas não tem condições do uso, por conta financeira ou por conta da ausência de infraestrutura adequada ao local, foi comprovado em dados que 900 milhões de pessoas também podem está off-line por conta de serem analfabetas. O número de pessoas usando internet e aproximadamente de 2,7 bilhões de pessoas, 1,8 bilhões se conectaram a primeira vez em 2004.

70 milhões de brasileiros não têm acesso à internet
Caso da dona Elvira Guilhermino de 76 anos, diz ‘’ que internet são para pessoas jovens e para quem tem utilidade, eu que não sei ler e nem escrever não uso internet e não tenho interesse de colocar na minha casa, prefiro meu celular velhinho sem essas coisas.’’ Um caso desses faz o número crescer por dia, falta de interesse.

Empresas privadas cobram valores que podem ser altos demais para a população manter o acesso à internet em casa, as redes moveis acaba ganhando essa vaga no mercado ao longo de quatro anos elas vem crescendo, em dados as informações colhidas em 2017, a porcentagem de residências sem computadores ou conexão caiu para 34%, enquanto o crescimento das que têm ambos variou para 41%.

2018 foi o ano em que a tecnologia 4G se tornou hegemônica, ultrapassando a 2G, sendo responsável por 44% das conexões móveis. Citando dados da consultoria GSMA, o documento ressalta que o 5G, o novo paradigma tecnológico dos serviços móveis, tornou-se “uma realidade”.

WhatsApp Image 2019-11-12 at 17.45.43
Modem de internet (Foto: Ester Cavalcanti)

O 5G vem com sua nova maneira de evoluir o processo da internet, um exemplo e que dependendo do seu celular sua rede móvel vai está mais rápida que seu próprio wifi dentro de casa, a velocidade será por volta de 20 Gbps por segundo de acordo com o órgão regulador britânico Ofcom.

Leda Maria, moradora da santa Maria dona de casa de 53 anos, não tem condições para ter um wi-fi em casa, ela relata que não tem condições para pagar por motivos de ser um valor alto e que não cabe no bolso, por ser de classe baixa, busca informações através da televisão ou por meios que não envolvem internet.

Já a advogada Larissa Martins, aborda a velocidade do 5G, essa questão do acesso à internet está intimamente ligada a economia em que muitos têm tanto e outros têm quase nada. “A internet tem avançado rapidamente, acho que o a quantidade de “G” aumenta por ano quase e mesmo, assim existem muitas pessoas sem acesso” afirma. Hoje, no Brasil , existem várias plataformas que o governo implanta para o uso de internet, aplicativos importantes para facilitar a vida da população, mas acabam afetando as pessoas de baixo recurso que não tem acesso a essas novidades. “Entendo que os responsáveis pelos avanços tecnológicos são diferentes dos responsáveis pela distribuição da internet” completa Larissa.

Tendências para o futuro, 5G

IMAGEM1.jpg
Antena de internet (Foto: Anderson Rodrigues)

A implantação da tecnologia 5G, vai trazer resultados muito mais expressivos do que os observados em etapas anteriores, como no 4G, 3G e 2G, possibilitando a geração de novos modelos de negócio e poderá mudar totalmente a relação com a vida em sociedade.

O Especialista em tecnologia Luiz Guimarães afirma que a internet 5G trará inúmeros benefícios. “É uma grande evolução da sua quarta geração, não só por ter uma velocidade maior de download e upload, como também por ter conexões mais estáveis e poder suportar mais o fluxo gigantesco de dados mundiais nos aplicativos e redes sociais que utilizamos” enfatiza.

Velocidade comparada (2)
Além de podermos conectar inúmeros aparelhos na mesma rede, estamos a um passo do fim da limitação de não podermos abrir um vídeo sem que a conexão caia ou fique lenta e de controlarmos quase tudo que temos na palma da nossa mão. Um grande avanço para a tecnologia, para o mundo e para nós, meros “escravos da tecnologia.

Essa nova geração vai ampliar as conexões e o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias, como carros autônomos, drones usados para serviços de entrega e o uso de realidade virtual. Outras áreas não relacionadas com a telefonia ou de alta tecnologia, como transporte público e saúde, também serão diretamente impactados pelos benefícios do 5G, por também contarem com uma infinidade de dispositivos interconectados.

Será possível ir muito além das funções de chamada, navegação na web ou realidade virtual. Será possível formar uma sociedade cada vez mais empática e criativa, na qual a tecnologia será mais um importante instrumento para a democratização do acesso à educação e saúde de qualidade.

Entenda a diferença entre as gerações 3, 4 e 5G:

INFOGRÁFICO gerações da internet

Tecnologia e Política: cidadãos mais próximos do parlamento brasileiro

ENTRADA LABHacker
Entrada do LABHacker (Foto: Letícia Christie)

Nos últimos anos, a tecnologia vem sendo uma grande aliada no âmbito político. Existem diversos projetos de leis em tramitação na Câmara dos Deputados, diariamente sendo discutidos na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática para facilitar o acesso à internet, diminuir taxas para os prestadores e usuários de tal serviço, entre outros. De acordo com o Regimento Interno da Câmara dos Deputados, são competências da comissão:

Atribuições da Comissão

Nas instalações da Câmara dos Deputados diversas atividades são realizadas pelo LABHacker. Atuando em três temas: transparência, participação e cidadania, o LABHacker é o laboratório de inovação cidadã da casa. Tendo como objetivo articular uma rede entre parlamentares, servidores públicos, hackers cívicos e sociedade civil, para que haja a contribuição para a cultura da transparência e da participação social por meio da gestão de dados políticos.

O laboratório trabalha com cinco eixos: participação, transparência, experimentação, colaboração e inspiração.

CINCO EIXOS

São diversos os projetos realizados pelo grupo, como por exemplo audiências interativas onde além de acompanhar ao vivo as audiências públicas das comissões, o cidadão também pode encaminhar perguntas sobre o tema em debate.

O diretor adjunto do laboratório, Walternor Brandão, explica que o trabalho realizado é para conectar cidadãos, servidores e deputados, encontrando soluções para aproximar a sociedade e o parlamento brasileiro. Walternor explica que o processo é realiza em três frentes: participação, transparência e cidadania.

Na casa, tramita um projeto de grande importância para o desenvolvimento da tecnologia, a Internet das Coisas (IoT – sigla em inglês).

COISAS LIGADAS
O deputado Vitor Lippi (PSDB/SP), que é membro titular da Comissão de Ciência e Tecnologia, é autor do Projeto de Lei 7.656 de 2017, mais conhecido como ‘Internet das Coisas’. O conceito do projeto é a interconexão digital de objetos utilizados no cotidiano com a internet. A proposta legislativa tem como objetivo zerar o valor de taxas e contribuições incidentes sobre as estações móveis de serviços de telecomunicações de sistemas digitais que permitem a interação inteligente entre os mais diversos tipos de objetos por meio da rede mundial de computadores.

O programa utilizará a inteligência artificial nos equipamentos par agregar novos valores, gerando uma maior eficiência e riqueza. A iniciativa trará grandes avanços nas áreas da saúde, educação e segurança para a sociedade brasileira, com soluções capazes de influenciar positivamente uma ampla camada da população. Trata-se de estimular o desenvolvimento tecnológico nacional, trazendo expansão quantitativa e qualitativa da competitividade da indústria brasileira e no estímulo à geração de empregos e distribuição de renda em nosso país.

Vitor Lippi participou no ano de 2018 do maior congresso de tecnologia do mundo, a Barcelona World Congress, na Espanha, evento realizado anualmente, sendo a maior exposição do mundo para a indústria móvel e conferência com importantes nomes das operadoras móveis, fabricantes de dispositivos, provedores de tecnologia de todo o mundo. O deputado ressalta a importância dos países que investem e desenvolvem inteligência artificial, para o parlamentar a atividade amplia significativamente a competitividade do país atuante.

De acordo com estudo realizado pela Universidade de Cornell, pela escola de negócios Insead e pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), em 2018 o Brasil no ranking mundial de inovação. Passou de 69º para ocupar o 64º lugar, entre 126 países. A melhor do índice se deu por gastos com pesquisa e desenvolvimento, principalmente realizados na Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Campinas (Unicamp) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s