Enem 2019 tem alterações

Faltando menos de 2 meses para a realização das provas, o estudante precisa estar atento às datas, horários e mudanças

Sala de aula - Por Ester Cavalcante(Foto: Ester Cavalcante)

Escrito por: Daniel Silva, Ester Cavalcante e Matheus Borges

Assim como na edição passada, as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro. A grande novidade é que algumas mudanças entram em vigor nesta etapa de 2019, e dizem respeito, principalmente, à redução de custos e à utilização de medidas mais rígidas na aplicação do exame.

A estrutura do exame, no entanto, não sofre alterações. No dia 3, os estudantes farão a redação, 45 questões de Linguagens e Códigos e 45 de Ciências Humanas. No dia 10, 45 questões de Matemática e 45 de Ciências da Natureza. Os locais de realização das provas serão disponibilizados no site oficial do Enem a partir deste mês.

No primeiro dia do Enem 2019, os candidatos terão até 5 horas e 30 minutos para finalizar a avaliação, meia hora a mais que o segundo dia, onde os participantes dispõem de 5 horas de prova. Confira abaixo mais detalhes dos horários:

aa          aaa

 

O que mudou?

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Institucionais Anísio Teixeira (Inep), a aplicação do exame neste ano será mais rigorosa. Até mesmo os lanches dos estudantes serão revistados para evitar cola.

Além disso, os celulares serão recolhidos durante o período de prova, e caso o aparelho toque dentro da sala, o candidato será desclassificado imediatamente, explica o presidente do Inep, Alexandre Lopes. “Antigamente dependia do fiscal de prova, agora não. Mesmo que o aparelho esteja na mesa, lá na frente”, alertou em entrevista concedida ao jornal Metrópoles.

Com as alterações, é necessário que os educadores estejam atentos para orientar os estudantes que farão a prova. Para o professor de português do Centro Educacional 14 de Ceilândia, Flávio Fonseca, as mudanças contribuem para o aumento da credibilidade do exame. “Esse tipo de mudança no tocante a rigorosidade, exige do candidato uma postura mais responsável. Isso torna o exame mais competitivo e extrai um pouco mais da capacidade de cada estudante”, explicou.

Giovanna Pinheiro é estudante do ensino médio do Colégio Ideal e fará o Enem neste ano. Ela acredita que o uso do celular é de inteira responsabilidade do aluno, e é contra o recolhimento dos aparelhos:

 

Menos é mais!

Entre as mudanças, também estão inclusas medidas para reduzir custos. Na coleta de impressão digital, o fiscal usará uma espécie de esponja que pode ser usada mais de 2 mil vezes, medida mais econômica que o uso da lâmina de grafite individual das edições anteriores.

Ainda visando a redução de custos, as folhas de rascunho serão retiradas. Para que os alunos não fiquem sem espaço para anotações, haverá campos no fim dos cadernos para cálculos e esboço da redação.

Os gabaritos oficiais serão divulgados no dia 13 de novembro, e o resultado final está previsto para janeiro de 2020.

Vale ressaltar que os estudantes já matriculados em alguma universidade também podem participar do exame e utilizar a nota para ampliação da bolsa de estudos, ou até mesmo como ingresso em outras instituições públicas ou privadas.

Para fazer a prova, o candidato precisa estar com um documento de identificação com foto válido em território nacional e uma caneta preta de material transparente. O ideal é que o estudante chegue pelo menos 30 minutos antes do fechamento dos portões.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s