Entrevista: Conheça o rugby, o esporte que mais cresce no Brasil

Em entrevista ao Focanews, Érika Oliveira, treinadora de rugby do time da Universidade de Brasília, fala sobre o universo do rugby e sua ascensão em Brasília

Jogadoras do time feminino de rugby da UnB| Foto: Junior Martins

Por: Arthur Souza e Flaviana Silva

O Focanews entrevistou Érika Oliveira, treinadora dos times “UNB”, times feminino e masculino de Rugby da Universidade de Brasília (UnB). Ela explicou como funcionam as regras do esporte e quais são as características necessárias para se jogar rugby. “É um esporte inclusivo e para todos. Qualquer biotipo é importante. Magro, gordo, alto, baixo, leve, pesado, lento, rápido, atleta, sedentário… Todos têm espaço nesse esporte”, afirma a treinadora. Confira:

Focanews – Como funciona esse esporte?

Érika Oliveira – O Rugby é um esporte de contato, mas, diferente do que muitas pessoas pensam, não tem luta no meio ou qualquer agressão física. O contato acontece a partir de técnicas para, de forma segura, derrubar, chocar ou empurrar, no intuito de manter a posse de bola, recuperar a posse, ganhar o campo e defender.

Focanews – Quais são as regras?

Érika – É um jogo de conquista de território, quanto mais avançar no campo mais próximo se fica do ingoal (onde se marca o ponto). Uma característica marcante no jogo é que a bola só pode ser passada para trás, pois ela é quem marca a linha de impedimento, ou seja, o portador da bola só pode passá-la para companheiros de equipe que estiverem atrás dela. Só existe uma possibilidade de que a bola seja lançada para frente: a chutando. Quem pode recuperá-la é somente quem chutou ou alguém que, no momento do chute, estava atrás da bola.

Focanews – Como são marcadas as pontuações do jogo?

Érika – A pontuação é chamada de try, que é o momento em que o jogador apoia a bola no ingoal adversário. Quando é marcado o try, a equipe recebe cinco pontos e tem o direito de converter mais dois pontos caso algum atleta escolhido pela equipe faça um chute específico, conseguindo fazer com que a bola passe entre os postes do “H”, uma estrutura no formato da letra que fica na zona do ingoal.

Focanews – Qual é o tempo do jogo, e quais são as categorias mais conhecidas?

Érika – O tempo de jogo varia de acordo com a modalidade. As mais populares são a XV (quinze) e o 7s (sevens). No XV, onde se joga com 15 jogadores em cada equipe, a partida possui dois tempos de 40 minutos, com intervalo. Já no 7s, são sete jogadores em cada equipe, com dois tempos de sete minutos e o intervalo.

Focanews – Quais são as maiores dificuldades para quem está começando a jogar rugby?

Érika – A dificuldade mais comum é se adaptar a passar a bola para trás, mas normalmente é superada já nos primeiros dias de treino. Fora isso, tudo vai sendo adquirido com tranquilidade… Regras, questões táticas e técnicas vão sendo aprendidas no decorrer dos treinos. Como o esporte não tem a devida divulgação na mídia, acaba parecendo um bicho de sete cabeças, mas quando se entende, percebe-se que o aprendizado é muito fácil.

Como funciona a seleção dos jogadores?

Érika – Não existe uma seleção de jogadores propriamente dita. O Rugby é um esporte de fato inclusivo e para todos. Qualquer físico, qualquer biotipo é importante para o esporte e bem-vindo. Magro, gordo, alto, baixo, leve, pesado, lento, rápido, atleta, sedentário… Todos têm espaço no esporte. Mesmo quem nunca praticou nada. Basta short, camiseta, tênis ou chuteira e a vontade de aprender um esporte diferente e fazer novos amigos.

Existe algum tipo de apoio do Governo ou patrocinadores para o rugby em Brasília?

Érika – No DF algumas empresas já apoiaram, mas normalmente isso é momentâneo e pontual. Apesar do esporte já ter mais de 10 anos aqui, acontece de forma muito amadora e nova. São poucas equipes, pouca visibilidade, o que torna mais difícil conseguir apoio.

Fora de Brasília existem mais, inclusive grandes empresas e outros governos que apoiam. Alguns estados contemplam atletas com o Bolsa Atleta e times de nível nacional que possuem patrocínios de empresas conhecidas. A própria seleção brasileira possui grandes patrocinadores.

Veja, a seguir, algumas curiosidades sobre o esporte:

 

Confira na íntegra os infográficos produzidos pela Sul Back Rugby.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s