Os desafios das mulheres na área da tecnologia

Área dominada pelos homens se torna aliada do público feminino

thumbnail_WhatsApp Image 2019-03-27 at 12.19.36

Foto: Rebeca Macedo

Por José Aparecido e Rebeca Macedo

Nas últimas décadas, as mulheres têm alcançado direitos antes inimagináveis. Seja no direito de votar, de opinar e, principalmente, de se inserir no mercado de trabalho. Muitas mulheres ocupam, hoje, cargos predominantemente ocupados por homens, e a área da Tecnologia da Informação (TI) é uma delas.

Mesmo que a história da computação seja permeada de colaborações femininas, como de Ada Lovace, que é reconhecida por ter escrito o primeiro algoritmo para ser processado por uma máquina, e Hedy Lamarr, que é vista como a “mãe do wi-fi”, o número de mulheres em busca de uma colocação profissional na área de TI ainda é modesto em comparação aos homens matriculados em faculdades e cursos profissionalizantes.

thumbnail_MULHERES NA TECNOLOGIA (1)

Para a estudante de TI Rayane Marques, mesmo que os professores incentivem a inserção de mulheres nesta área, muitas desistem no meio do curso.

“Na minha turma haviam cinco meninas, mas, no decorrer do curso, quase todas desistiram. Na turma de formandos eu serei a única mulher” afirma.

Rayane diz, ainda, que o preconceito é uma das barreiras que afastam as mulheres dessa área, principalmente no mercado de trabalho.

“Trabalhei em um local onde eu era a única mulher e ouvia muitas piadinhas. Tive que aprender a lidar com certas situações, provando que eu sabia realizar o trabalho. As mulheres precisam provar bem mais do que os homens nesta área” completa.

thumbnail_WhatsApp Image 2019-03-27 at 12.31.48
A estudante de TI Rayane Marques / Foto: Rebeca Macedo

Dados apresentados durante o evento “Por um Planeta 50-50 em 2030: Mulheres e meninas da Ciência e Tecnologia”, promovido pela ONU Mulheres em parceria com o Serasa Experian, mostram que 74% das meninas se interessam por ciência, tecnologia, engenharia e matemática, mas apenas 30% das pesquisadoras no mundo são mulheres. A pesquisa apontou, ainda, o aumento do PIB em 144 países se as mulheres tiverem acesso à essas áreas, podendo chegar a 8 trilhões.

Para a coordenadora do curso de Tecnologia da Informação do Centro Universitário Estácio de Brasília, Josyane Lannes, o afastamento das mulheres na área de TI também se deve ao fato de elas não serem estimuladas desde a infância a trabalhar o raciocínio lógico.

“A menina ganha boneca de presente dos pais, já o menino ganha carrinho para montar e desmontar, sendo estimulado desde muito cedo” aponta Josyane.

thumbnail_WhatsApp Image 2019-03-27 at 12.22.36
Coordenadora Josyane Lannes / Foto: Rebeca Macedo

Josyane reconhece que o número de mulheres matriculadas nos cursos de TI é bem menor que o número de homens, mas que essas mulheres acabam se sobressaindo.

“Em uma turma de 50 alunos, você encontra 3 ou 4 meninas, mas o legal é que essas poucas meninas se destacam. Inclusive temos feito campanhas e dado cursos só para mulheres, para mostrar que programação é para mulher, sim” enfatiza.

A coordenadora incentiva as mulheres a entrarem nessa área e reforça a necessidade da contribuição feminina na área de TI. Confira no áudio abaixo.

Outro ponto que mostra a discrepância na comparação Homens X Mulheres é a representação na área do conhecimento. Segundo dados da Academia Brasileira de Ciências (ABC) apenas 14% dos membros titulares da instituição são mulheres.

Visando colaborar para a inserção das mulheres na área da ciência e tecnologia, a ABC trabalha em campanhas de incentivo. Este ano a instituição abriu as inscrições para a 14ª Edição do Prêmio para Mulheres na Ciência. O prêmio, que é realizado em parceria com a L’Oréal e a Unesco, busca fomentar a integração de mulheres na área da ciência. As vencedoras ganham uma bolsa de R$ 50 mil reais para dar continuidade aos estudos. As inscrições vão até o dia 30 de abril e o resultado é divulgado em agosto. O formulário de inscrição e o regulamento estão disponíveis no endereço www.paramulheresnaciencia.com.br.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s