Bolsa-atleta: um patrocínio que incentiva esportistas brasileiros

Projeto patrocina financeiramente atletas e paratletas de alto desempenho para incentivar os objetivos de esporte no Brasil.  Bolsa é paga às pessoas filiadas a Federações e que já competem há algum tempo

Por Cristiane Noberto, Ana Cicília Souza e Edimara Santos 

meninas do futsal pe
Arquivo Pessoal/Cleobio Bastos

O Bolsa atleta é um programa do Governo Federal que, desde 2005, patrocina individualmente atletas e paratletas para se dedicarem com exclusividade as competições. O valor é depositado mensalmente na conta do atleta, por um período de um ano, e varia de acordo com a classificação em cada modalidade. As inscrições para participar edição de 2019 estão abertas até 11 de outubro no site do programa, promovido pelo Ministério do Esporte.

Os beneficiários são competidores que têm o melhor desempenho em competições nacionais e internacionais, que integra os Jogos Olímpicos, paralímpicos, sul-americanos, pan-americanos, locais e mundiais em suas respectivas modalidades, garantindo uma boa situação para que se dediquem exclusivamente ao esporte.

Essas pessoas recebem a ajuda durante um ano. O dinheiro é depositado em conta específica nominal na Caixa Econômica Federal. Como retorno, os atletas devem mostrar bons resultados nos treinos e disputas.

Mesmo com a bolsa, desde 2012, com a Lei 12.395/11, é permitido que o candidato tenha outros patrocínios, o que permite que atletas já consagrados possam acumular patrocínios e assim contar com mais uma fonte de recurso para suas atividades.

Resultados nas olímpiadas

Nos Jogos Rio 2016 foi possível medir o impacto do programa. Dos 465 atletas convocados para defender o Brasil 77% eram bolsistas e, das 19 medalhas conquistadas pelos brasileiros, apenas o ouro do futebol masculino não contou com beneficiários.

Já nos Jogos Paralímpicos, dos 286 atletas, sendo 90,9% bolsistas, o Brasil conquistou 72 medalhas, sendo: 14 ouros, 29 pratas e 29 bronzes, e todas as medalhas foram conquistadas por atletas que recebiam o apoio financeiro do Ministério do Esporte.

Medalhistas Olímpicos como Arthur Zanetti, que ganhou ouro em 2012 em Londres e prata em 2016 nos Jogos do Rio e Diego Hypólito que ganhou prata nos Jogos do Rio 2016, são exemplos de atletas que através do Bolsa Atleta conseguiram se manter no esporte e viram suas carreiras alavancarem.

Vídeo do Ministério do Esporte

Como participar do programa

O Ministério do Esporte trabalha hoje com seis modalidades e por consequência oferece seis tipos de bolsa:

  • Atleta de base: R$ 370,00
  • Estudantil: R$ 370,00
  • Nacional: R$ 925,00
  • Internacional: R$ 1.850,00
  • Olímpico\Paralímpico: R$ 3.100,00
  • Pódio: R$ 5.000,00 a 15.000,00

Para concorrer a uma das bolsas, de acordo com a modalidade, é preciso, no entanto, atender a alguns requisitos mínimos, como ter filiação a alguma Federação ou Confederação da sua modalidade e ter participado de competição no ano imediatamente anterior àquele em que está pleiteando a Bolsa.

Confira o infográfico abaixo para saber quais são os requisitos:

WhatsApp Image 2018-10-07 at 21.22.11

O Bolsa Atleta passa por avaliação e aperfeiçoamento constantes. Visando atender satisfatoriamente aos interessados e aos objetivos do esporte de alta performance no país. Segundo o Ministério do Esporte, já foram mais de 17 mil beneficiados com o programa até hoje.

O programa federal acabou inspirando alguns estados e municípios a instituir projetos próprios semelhantes, o que foi um ganho para o esporte brasileiro.

Este foi o caso do time de futsal feminino da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), que conseguiu o Bolsa Atleta através da Secretaria de Esporte de Pernambuco. Para o treinador da equipe, Cleobio Bastos, esse tipo de patrocínio é muito importante para as atletas.

“Sem a bolsa muitas dessas meninas, não teriam condições de participar das seletivas, nem mesmo de pegar um transporte ou ou muitas vezes de se alimentar. Esse tipo incentivo é essencial para motivar os atletas e manter eles com o foco apenas nas competições”, afirma o técnico.

Para saber mais informações sobre o Bolsa Atleta acesse o site


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s